COVID-19: Vacina da Pfizer/BioNTech é aprovada e começa a ser distribuída na próxima semana no Reino Unido

por Otávio Piazzi
0 Comente
vacina-covid-19-reino-unido

 

Baixe gratuitamente o guia com 3 passos simples para entrar no mercado de trabalho na Inglaterra.

 

“Este é um momento histórico”

O professor Sir Munir Pirmohamed diz que o Reino Unido está “um passo mais perto” na luta contra o “vírus que afetou cada um de nós de alguma forma – isso ajudará a salvar vidas.

A vacina Pfizer / BioNTech é a primeira vacina de RNA a ser aprovada para uso em humanos.

De acordo com o Secretário de saúde Matt Hancock pelo menos 10 milhões de doses da vacina estarão disponíveis até o final do ano, parte das 40 milhões que foram adquiridas do Laboratório norte-americano Pfizer/BioNTech.

A farmacêutica afirmou que a eficácia do imunizante apresentou uma taxa de 95% conta o COVID-19, porém para que o cronograma seja cumprido um grande esforço logístico terá de ser feito já que os frascos devem ser armazenados em uma temperatura de -70°C.

Outro lote de 100 milhões de doses também foi encomendado dos fabricantes AstraZeneca e Universidade de Oxford, porém devido a um erro durante testes com voluntários a fabricante anunciou que irá realizar novos testes para então de submeter a aprovação da (MHRA).

No total, o governo do Reino Unido estima comprar até 355 milhões de doses de possíveis vacinas contra a COVID-19 de sete produtores diferentes, enquanto se prepara para vacinar o máximo possível dos 67 milhões de habitantes do país.

Quem terá a prioridade no recebimento das vacinas?

De acordo com o recém nomeado Ministro das vacinas Nadhim Zahawi, os residentes e funcionários de lares de idosos terão a prioridade seguidos por pessoas com mais de 80 anos e profissionais de saúde. Em seguida pessoas com mais de 75 anos, depois os maiores de 70 anos e assim por diante. Pessoas com problemas de saúde de qualquer idade serão vacinadas antes dos menores de 65 anos.

A primeira fase inclui todas as pessoas com mais de 50 anos, o que corresponde a cerca de 22 milhões de pessoas.

Para conseguir executar o plano de imunização, profissionais da saúde e voluntários já estão sendo treinados para administrar a vacina nos mais de mil centros de vacinação comunitários e em mais de 40 instalações de grande porte, adaptadas em estádios e locais de conferências, de acordo com o governo britânico.

Com essas medidas iniciais o governo espera poder reduzir as restrições aos negócios e a vida cotidiana que foram impostas para conter a disseminação do virus.

O Lockdown no Reino Unido termina no dia 02 de dezembro, entretanto ainda estará sob faixas de restrições, as chamadas Tier 1, 2 e 3 – onde cada localidade espalhada pelo país estará dentro uma dessas faixas de restrições.

 

Baixe gratuitamente o guia com 3 passos simples para entrar no mercado de trabalho na Inglaterra.

Deixe um comentário

14 − sete =

você pode gostar