Custo de vida em Londres

por Otávio Piazzi
0 Comente
Custo de vida em Londres

Morar em Londres é o sonho de muitos brasileiros. No entanto, mudar de um país não é fácil e, nesse caso, planejamento nunca é demais. Por isso, esse post tem o objetivo de te ajudar a entender o custo de vida em Londres para que você consiga planejar de maneira exata a sua mudança.

Baixe gratuitamente o guia com 3 passos simples para entrar no mercado de trabalho na Inglaterra.

Veja também Morar em Londres: O guia definitivo

Londres é uma das cidades mais caras de se viver na Inglaterra, no entanto, assim como tudo, o valor varia muito de acordo com as escolhas e estilo de vida de cada pessoa.

Assim, podemos considerar que um casal com orçamento baixo que escolhe morar em um apartamento no centro consegue gastar não mais do que £ 2.000 por mês.

Por outro lado, se esse mesmo casal optar por morar em uma área nobre da cidade os custos irão aumentar. Além disso, os hábitos de cada família, como sair para jantar fora várias vezes por semana ou não ter um controle maior no supermercado podem influenciar.

Com isso, é importante que para você saber com exatidão o seu custo de vida em Londres, você considere as suas despesas de forma individualizada.

Como calcular o custo de vida em Londres?

Para ter um cálculo básico do seu custo de vida em Londres, é preciso considerar as seguintes despesas:

  • Contas da casa;
  • Aluguel;
  • Supermercado;
  • Transporte;
  • Gastos com saúde;
  • Despesa de impostos;
  • Lazer.

A partir dessa base, você consegue estipular uma média do valor que gastaria morando em Londres. Lembre-se de adicionar no orçamento gastos individuais, como idas a restaurantes, viagens, passeios e qualquer outro gasto que você considere importante colocar.

Aluguel em Londres

Os aluguéis da capital da Inglaterra costumam ser bastante altos em comparação às outras cidades. Entretanto, os imóveis localizados no centro da cidade ou em outros bairros nobres costumam carregar valores mais altos. Isso porque, em geral, esses bairros estão próximos das principais atrações da cidade.

No entanto, é possível encontrar aluguéis baratos em outros bairros da cidade, afastados do centro. Apesar de ter que gastar mais com transporte para trabalhar ou fazer outras atividades, essa é uma boa alternativa para quem deseja economizar.

E mais uma vez, nesse ponto o que vai pesar mais na decisão são as suas necessidades individuais. Cabe a você analisar o que vale mais a pena.

Sites para encontrar imóveis

Uma das formas mais eficientes de encontrar imóveis para alugar ou comprar em Londres é através dos sites de imóveis. Isso porque esses sites permitem que você adicione filtros do seu interesse e faça uma busca de acordo com as suas necessidades. Além, de claro, saber os preços reais do aluguel.

Alguns dos sites principais para fazer a pesquisa de imóveis:

  • Rightmove;
  • Zoopla;
  • Uniplaces;
  • Find Properly;
  • Move Flat;
  • Spare Room.

Custo de vida: Melhores zonas para morar em Londres

Londres é dividida em seis zonas. Assim, cada uma delas tem suas características, sejam elas positivas ou negativas.

Entre as opções disponíveis, há Woolwich, localizada na região sudeste da cidade. Esta zona está próxima da maioria das universidades e possui fácil acesso ao centro, sendo ideal para estudantes.

Por ser direcionada para esse tipo de público, os valores costumam ser mais acessíveis, no entanto, muitas vezes, é disponibilizado apenas o quarto para ser alugado.

Ainda localizado no sudeste da cidade, há a zona de Deptford. Ela  é mais barata do que a anterior, no entanto, isso se deve aos altos índices de crime na região.

Há também Stratford, que conta com mais de 100 mil habitantes. Essa é uma região em crescimento, especialmente porque em 2012 foi utilizada como residência dos Jogos Olímpicos de Verão.

Por último, tomando o leste e parte do nordeste da cidade, há a Leytonstone, zona com aluguéis e custo de vida em geral mais alto.

Custo de vida em Londres: Alimentação

Assim como o restante, o quanto você vai gastar com a sua alimentação depende do seu estilo de vida. É possível encontrar diversas redes de supermercado com preços mais acessíveis, portanto, é possível economizar nesse quesito.

Supermercados em Londres

Grande parte dos supermercados em Londres funcionam sete dias por semana, sendo no domingo com horário reduzido, bem parecido com os horários do Brasil.

Alguns mercados podem ficar abertos por mais tempo, variando entre 22h e 00h.

Boa parte dos supermercados também possuem sites para que o cliente possa realizar suas compras sem sair de casa. Essa é uma excelente opção para quem deseja ter uma média de quanto gastará por mês.

Em média, o orçamento gira em torno de £180-200 para pessoas que fazem todas as refeições em casa. Lembrando que, esses valores sempre variam de pessoa para pessoa.

Por isso, é indicado que você faça uma simulação no site do supermercado.

Veja aqui também tudo sobre Londres.

Alimentação:

A comida em Londres é muito cara. Uma refeição simples pode custar £ 10 ou mais. Se você comer fora todos os dias, espere gastar cerca de £ 300 por semana em alimentos.

Transporte:

O transporte público em Londres é caro, especialmente se você morar fora do centro da cidade. Uma passagem de ônibus simples pode custar £ 2,50, enquanto uma passagem de trem pode custar £ 5 ou mais. Se você comprar um bilhete mensal, espere pagar cerca de £ 100 por mês.Custos extras: Além dos custos básicos de moradia, alimentação e transporte, você também

Roupas :

Uma camisa simples pode custar £ 30 ou mais. Se você quiser comprar roupas de grife, espere pagar ainda mais.

Divertimento :

Os ingressos para shows e eventos esportivos são caros. Um ingresso para um jogo de futebol pode custar £ 50 ou mais.

Impostos :

Você também precisará pagar impostos em Londres. O imposto sobre a propriedade é de 18%. Você também precisará pagar um imposto sobre o rendimento de 40%.

Internet :

A internet pode custar £ 30 por mês ou mais.

Telefone :

Um plano de telefone celular simples pode custar £ 20 por mês. Se você quiser um plano com mais recursos, espere pagar ainda mais.

Custo de vida em Londres: Contas da casa

Esse tipo de despesa não deve ser deixado de fora ao calcular o seu custo de vida em Londres. Assim, lembre-se de contar com serviços de eletricidade, água, internet, gás e outros serviços prestados por empresas privadas.

Os custos podem mudar se você tem um medidor em casa ou não. Dessa forma, quem tem o modelo mais moderno irá pagar o preço exato daquilo que consumiu. Quem não tem, precisará pagar uma taxa estabelecida pelo bairro em que mora.

No site Thames Water você consegue calcular os gastos com água com e sem o medidor. Além disso, acesse o site Numbeo para conferir os preços médios desses serviços.

Transporte

Esse valor vai depender de onde você mora e onde você irá frequentar com mais regularidade. Dessa forma, se você mora na zona 5 pode pagar mais barato no aluguel, mas gastará mais com o transporte.

Como o transporte público, (ônibus, trem e metrô), é a forma mais utilizada para se locomover na cidade, você deve considerar esse item nos seus gastos. Muitos habitantes optam pelo cartão de viagem mensal ou anual, o Oyster.

Ele é um cartão recarregável em que você também pode comprar passagens aéreas. Ainda, existem planos mensais e anuais, dessa forma, um cartão com viagem mensal para as zonas de 1 a 4 custa £162.90. Confira mais preços abaixo:

  • Zonas 1-2: £123,30;
  • Zonas 1-3: £144,80;
  • Zonas 1-4: £177,10;
  • Zonas 1-5: £210,10;
  • Zonas 1-6: £225,10;

Saúde

A Inglaterra possui um sistema de saúde pública, chamado NHS. Ele pode ser utilizado por todos os cidadãos europeus ou residentes. Assim, você terá acesso a diversos tipos de médico sem custos adicionais. O que é algo positivo para diminuir o custo de vida em Londres.

No entanto, para os estrangeiros é cobrado uma taxa anual de saúde, por volta de £200,00, geralmente esse valor é cobrado na emissão do visto. Mas, se preferir, assim como em qualquer outra parte do mundo, você pode contratar um plano de saúde privado.

Conclusão

Em resumo, esses são os principais pontos que você deve considerar para calcular o seu custo de vida em Londres.

Para ter acesso a mais informações, não deixe de conferir outros artigos disponíveis aqui no blog!

 

Baixe gratuitamente o guia com 3 passos simples para entrar no mercado de trabalho na Inglaterra.

Deixe um comentário

1 × 1 =

você pode gostar